domingo, 1 de maio de 2011

Reforma Política

Atualmente estamos vivendo, ou deveríamos estar vivendo, um importante momento: a REFORMA POLÍTICA. No entanto, para que este seja um momento significativo em nossas vidas, é de fundamental importância o comprometimento do poder público com os interesses democráticos.

O ideal para mudanças do tipo são fóruns entre populares e membros das comissões responsáveis, do Senado Federal e da Câmara dos Deputados, para apresentação, discussão e escolha das medidas apresentadas – representantes do povo ouvindo o povo! Bastaria boa vontade para isso, mas qual dos lados está realmente interessado nessa boa vontade? 


O sistema está cercado de vícios que há tempos exigem um basta! Majoritariamente (claro que há exceções) temos:

De um lado uma “representatividade” composta por grupos dominantes e/ou corruptos; cargos eletivos encarados como profissão, hereditários e vitalícios; abuso do poder político na nomeação de afiliados; distribuição de cargos e defesa de interesses privados em detrimento do interesse social. Já do outro lado falta participação popular. A parcela de culpa do povo fica caracterizada quando não há exercício da cidadania política, nem exigência de que a casa do povo seja adequadamente representada. O político não é eleito para dar emprego ou auxílio “mixaria”, nem para defender interesses particulares – mas para zelar pela coisa pública e pelo interesse coletivo.

Felizmente, até mesmo para os que não têm o mínimo senso político e, apesar das dificuldades e decepções, há movimentos sociais, ONGs de desenvolvimento, associações e centrais sindicais que continuam na luta para levar o Brasil a democratização. A Abong - Associação Brasileira de Organizações não Governamentais, por exemplo, juntamente com outros movimentos e organizações sociais, tem como reivindicações: fortalecimento da democracia direta e participativa; aprimoramento da democracia representativa por meio do sistema eleitoral e dos partidos políticos; democratização da informação e da comunicação; e democratização do Poder Judiciário.

Deixo então um convite para que leiam e reflitam a respeito da reforma política... Os textos relativos aos temas, explícitos nos sites das comissões responsáveis, ainda são deficientes para o revigoramento político-eleitoral brasileiro, mas há perfumados avanços... Somente com mobilização e pressão popular por mudanças é que conquistaremos a verdadeira reforma, e esse pode ser o pontapé inicial!




Links para acompanhar o assunto (último acesso em 01/05/2011 às 13h40):



14 comentários:

  1. Obrigado por sua participação no http://maustratosaoidosodenuncie.blogspot.com
    Amiga infelizmente temos algumas leis em defesa dos idosos mais que ninguém cumpre, pois nosso País é o País da impunidade.
    O crime é cometido e é só pagar uma cesta básica que não da nada, ainda mais se o individuo tem dinheiro.
    Como eu coloquei em um dos post BRASIL,BRASIL,BRASIL.

    ResponderExcluir
  2. Já passou da hora de haver tal reforma.
    E não é só nos grandes tópicos, mas nos pequenos também, como deu o exemplo o Deputado José Antônio Reguffe (http://esquizofreneticoblues.blogspot.com/2011/04/esperanca-de-uma-nova-politica.html).
    O país precisa parar de se arrastar, e começar a andar em direção ao futuro, para que este vire presente.
    Belíssimo texto.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oi...
    To repassando a voce um presente q me deram, ta lá no meu blog
    é um Selo de qualidade, vê lá ^^
    http://cris2selene.blogspot.com/2011/05/2-selo-do-blog.html

    ResponderExcluir
  4. Nunca vai ter uma reforma politica simplesmente pq os politicos não querem que tenham ,eles querem o povo cada vez mais burro e ignorante,o sistema de saúde é pessimo,a educação idem e assim o Brasil vai levando essa politica vergonhosa e o pais cada vez mais burro e eles mais ricos

    ResponderExcluir
  5. A reforma política se faz necessária, porém, sabemos que dificilmente ela irá em detrimento de todos os interesses que você muito bem mencionou. Vivemos uma democracia ditadora, onde grupos políticos dominantes fazem as regras, reunem-se compondo uma maioria, e mantém incólume aquilo que lhes convém. E nós, cidadãos brasileiros, acostumamo-nos a medidas populistas, que só servem para enfraquecer ainda mais a única força que pode fazer frente a tanto poder, que é a força do povo! Mas, enquanto há vida, há esperança...

    http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Obrigada por seguir o meu blog.Seguindo...
    Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  7. Olá, passando aqui pra deixar minha visitinha...
    seu blog está perfeito,
    gostei muiito...
    espero você no meu...
    e se puder curtir... "curta"!
    assim como "curtir" o seu!
    rs

    beijos!!!

    ResponderExcluir
  8. Tem selo para você no meu blog.Espero que goste...

    ResponderExcluir
  9. Olá muito bom seu blog ja estou seguindo abraços.http://blogandodemadrugada.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. OLÁ MARIONETE !
    Obrigado por estar me seguindo agora.Bem vinda ao Palácio das Letras.
    Quanto ao combate à corrupção devemos sempre nos engajar.Seja pessoalmente ou através das ONGs.
    Eu,pessoalmente,sempre que posso,faço um texto denunciando estes corruptos. Veja no meu blog os que têm o título de "Os inocentes de mãos sujas"...já tem cinco capítulos,distribuídos pelos dois anos que tenho esse blog(completa dois anos dia 29 de junho).
    Obrigado por esta oportunidade.
    VOLTAREI.

    ResponderExcluir
  11. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara echeguei até vc através do Blog "Pálacio das letras". Bom, tantaousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, queeu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreveprecisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seucomentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemosnos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meioliterário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autoresdivulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar épreciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. Sãonarrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram dedentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menosenrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para opensamento, o mais arisco dos animais.



    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seurosto ali.

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. há muitos e muitos vícios. acho que o pior é a decadência do ser humano, que se tornou egoísta demais. muita gente critica os corruptos, mas fariam a mesma coisa no poder; e tem mais, adoram dar um jeito pra resolver pequenas coisas, passar na frente de outros.
    com certeza, é preciso mobilização social, que é quase inexistente no Brasil, mas tbm é preciso rever os conceitos e valores. Hoje honesto é o bobo, o "esperto" é o correto.

    ResponderExcluir
  13. Tem uma TAG e alguns selinhos p/vc em meu blog;
    Quando puder passa lá e participa!
    P.s: não tem pressa! bjos :)

    ResponderExcluir